Notícias

Marco Pinheiro: “Comércio precisa de todo apoio neste momento”

Nesta semana, a Prefeitura de Aracaju anunciou uma série de medidas de apoio e combate aos efeitos da Covid-19. Algumas delas miram o setor produtivo, como a prorrogação do pagamento de impostos e a extensão da validade de certidões negativas e alvarás.

No entanto, apenas as duas últimas contemplam todos os segmentos econômicos, enquanto a prorrogação do pagamento de tributos como TLF, ISS e IPTU foi concedida para bares, restaurantes, hotéis, pousadas, agências e para a área de eventos.

Marco Pinheiro, presidente da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese), vê como positiva a ação do município neste momento. “Chega em boa hora”, garante. Todavia, ele avalia que a ajuda poderia ser estendida também para o comércio.

“É um período de muitas dificuldades, com estabelecimentos encarando problemas para se manter com as portas abertas. Por isso, o setor precisa de todo apoio neste momento com o objetivo de diminuir os efeitos danosos que essa crise tem trazido”, afirma.

O presidente lembra que o comércio também está enfrentando restrições. “No sábado o comércio não pode abrir, perdendo-se assim um dia de faturamento. Além disso, o movimento caiu bastante”, assegura. Diante deste cenário, Pinheiro pede maior compreensão dos poderes públicos.

“Se não houver uma compreensão de que muitos estão apuros, empresas poderão fechar”, assegura. Esperamos que se possam adotar medidas de apoio ao comércio – seja prorrogando o pagamento de tributos ou no período de certidões. Será algo essencial para ajudar a salvar milhares de empregos”, completa o presidente.

Publicado em 16/04/2021



Comente via Facebook